A Nossa Missão é o Vosso Sonho : Uma Nova República

Os nossos adversários políticos – os partidos do costume e os políticos do costume – sabem bem que com o Chega a verdadeira oposição tem, finalmente, uma voz.

Por isso é que difamam e tentam meter medo: “fascismo, nazismo!”

Nós não temos, nunca tivemos, nem teremos nada a ver com estes “ismos”.

Os nossos “ismos” são outros – e é contra eles que dedicaremos este projecto de refundação nacional chamado Chega. Nós nascemos contra o nepotismo, o amiguismo, o clientelismo, e o elitismo de toda uma classe que nas últimas décadas ajudaram a fazer de Portugal um dos países mais pobres e corruptos da Europa.

E nós lutamos – e sempre lutaremos – contra um outro “ismo”: contra o autoritarismo de um Sistema que, sentindo que uma resistência popular aos poucos se começa a erguer nesta terra chamada Portugal, e temendo que ela se traduza em votos e na perda dos privilégios instalados, tudo faz e vai fazer, recorrendo a todos os meios, para tentar parar aquilo que é imparável.

Podem berrar à vontade, e em desespero por “fascismo e nazismo” que o povo não se deixa enganar.

Essa não é, não foi, nem nunca será a nossa tradição.

Nós somos um partido novo – mas as nossas raízes são profundas. Na nossa História sempre que existiram movimentos populares pela justiça, pela dignidade e pela soberania popular … é aí que está a tradição do Chega. E sempre que a voz do povo se levantou contra a opressão e os abusos do poder … é ai que está a tradição do Chega.

Direita? Esquerda? Nós vamos muito além da Direita e da Esquerda. E se temos uma ideologia ela é, acima de tudo, de Resistência. De resistência popular e nacional contra uma Esquerda que abandonou o povo e perdeu-se em mil e uma batalhas por minorias de todo o tipo, e contra uma Direita que abandonou a nação e entregou-a a todo o tipo de interesses globais.

Enganam-se os que pensam que nós estamos fartos da democracia. Nós – e este povo, imenso, que ao nosso lado começa a caminhar – estamos é fartos dos donos da democracia. E queremos mais democracia.

Enganam-se os que pensam que ao lançar campanhas, fazer denúncias, difamar, espiar, organizar petições, e conspirar em segredo ou à vista de toda a gente, vão conseguir voltar a ter a paz “democrática” que tinham antes do Chega. Esquecem-se que para calarem esta revolta vocês vão ter que mudar o povo.

E esquecem-se que, ao contrário de todos os outros partidos, nós temos uma missão e um sonho: o de fazer nascer uma Nova República.

E essa não vai ser a República de nenhum partido, nem de nenhum homem. Mas de um povo soberano.

Finalmente soberano.

Gabinete de Estudos do CHEGA