CHEGA ataca ministra por discriminar tauromaquia

No setor da cultura continuam a existir diferenças relativamente à aplicação de critérios que definem a abertura ou não das diferentes atividades culturais que não se compreendem. Este tipo de atitude cria desrespeito e acima de tudo prejuízos económicos às empresas envolvidas.


A atividade tauromáquica continua a ser discriminada em relação a outras atividades culturais assim como os milhares de profissionais associados a este setor. Depois do valor do I.V.A., da idade legal para assistir a este tipo de espetáculo e da omissão de apoios a este setor, esta é mais uma verdadeira censura exercida à atividade tauromáquica que desrespeita as liberdades e direitos individuais de cada cidadão, dos profissionais e do público.


Assim, o CHEGA pergunta à sr. Ministra da Cultura qual o critério em que assenta a diferenciação de tratamento de espetáculos tauromáquicos de outro tipo de espetáculos e qual o plano específico de retoma para este setor de atividade.