CHEGA sai em defesa da cultura e património nacionais

Repetem-se, cada vez mais amiúde os atentados a símbolos históricos, elementos representativos do nosso percurso como Povo e como Nação e das marcas que deixámos na História da Europa e do Mundo.

Esses atentados, longe de configurarem atos involuntários ou de pura e simples manifestação de ignorância resultam, claramente, de uma tomada de posição ideológica cujo objetivo último será o da destruição das raízes que diferenciam povos e nações, o apagamento da memória coletiva desses povos e dessas nações e que resultará, inevitavelmente, na produção de uma massa anónima de pessoas facilmente manobrável mas descartável, matéria prima ideal para a implantação de regimes totalitários e despóticos.

Para proteger a história, a cultura e os símbolos nacionais de atos que visam a sua destruição, o CHEGA apresentou um Projeto de Resolução que recomenda ao Governo que proceda, com os recursos materiais e humanos atualmente disponíveis, à criação de um programa nacional que vise preservar todos os símbolos históricos da construção daquela que é a nacionalidade portuguesa.