Numa nota de impressa do partido CHEGA, assinada por Luís Vieira, candidato às Regionais pelo partido, acusa o governo de nada fazer para se preparar para o impacto do Brexit no turismo regional.

“O governo Regional pouco ou nada fez perante o impacto do brexit no turismo regional”, acusou, apontado ainda que “o mercado Inglês é o maior fornecedor de clientes e gerador de receitas”.

Luís Vieira explica ainda que “uma das possíveis soluções será uma maior promoção do destino Madeira, no crescente mercado da Europa de Leste (Rússia à cabeça)”.

“Além disso, deveria ser efectuado esforços para baixar o custo das viagens aéreas de forma a tornar o destino mais atractivo”, acrescentou.  

O candidato do CHEGA recomenda ainda “a criação de um regime de excepção para os turistas oriundos do Reino Unido, nomeadamente a não obrigatoriedade de vistos para esses visitantes”.

“Esta medida irá reduzir o impacto burocrático do Brexit e agilizar a entrada desses visitantes no espaço nacional”, defende.  

“Outra medida que propomos, seria uma campanha ‘pós-Brexit’ a ser realizada em bolsas de turismo e junto aos operadores turísticos, para mostrar que continuamos a valorizar e a receber com a mesma hospitalidade todo o turismo proveniente do Reino Unido”, concluiu.