Custo da energia. Chega quer chamar Galamba, ERSE e Endesa ao parlamento

O Chega vai propor a audição no parlamento da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), da Endesa e do secretário de Estado da Energia, e acusou o primeiro-ministro de “ameaçar” uma empresa privada.

“O Chega vai ainda hoje chamar de urgência ao parlamento o presidente da ERSE, o presidente da Endesa, Nuno Ribeiro da Silva, e o secretario de Estado João Galamba para darem explicações tão urgentes quanto possível desta situação”, anunciou o presidente do Chega.

Em conferência de imprensa na sede do partido, em Lisboa, André Ventura afirmou que quando o mecanismo ibérico foi anunciado, foi dito que “seria uma grande vantagem para os consumidores portugueses, e de facto, o mecanismo ibérico permitiu durante algum tempo um certo travão no crescimento dos preços, só que este mecanismo ibérico tem um custo e esse custo será repercutido para o futuro”.

Fonte: Notícias ao Minuto

Das Cinzas RENASCE sempre a ESPERANÇA

No meio das Cinzas RENASCE sempre a ESPERANÇA.
Obrigado a todos os GNR UEPS – Unidade de Emergência de Proteção e Socorro
No Distrito de Coimbra, têm feito um trabalho notável.
Não são vistos, mas estão lá.
Ninguém dá pela sua presença, mas nós sabemos quem eles são.
Ninguém fala deles, MAS NÓS NÃO NOS ESQUECEMOS.

“É inaceitável.” Pacheco Pereira diz que Santos Silva “abusou do seu poder” na polémica com o Chega

Pacheco Pereira defende, no programa Princípio da Incerteza, da TSF e CNN Portugal, que a segunda figura do Estado pode manifestar-se contra as intervenções do Chega, mas na qualidade de deputado e no local onde falam os demais parlamentares.

José Pacheco Pereira considera que o presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, abusou do seu poder como segunda figura do Estado no diferendo com o Chega no Parlamento, quando decidiu responder à intervenção de André Ventura sobre imigrantes.

“Ao comprometer a instituição, numa crítica pública feita a partir do lugar da presidência, o presidente da Assembleia da República abusou do seu poder, e isso, acho que é inaceitável”, critica o comentador no programa Princípio da Incerteza, da TSF e CNN Portugal.

Do ponto de vista de Pacheco Pereira, se Santos Silva discorda do conteúdo das intervenções do partido de André Ventura e quer manifestar-se, a forma correta de o fazer é entregar antes a presidência a um vice-presidente e, depois, “falar como qualquer deputado, no sítio onde os deputados falam”.

Fonte: TSF

Conteúdo em atualização.

Prometemos ser breves !