CORRUPÇÃO, NÃO OBRIGADO!

A Luta contra a CORRUPÇÃO, o esforço para que a JUSTIÇA não seja só um pilar da democracia, mas que, acima de tudo, seja sentida e efetiva no seio da nossa sociedade.
Condeixa-a-Nova, é um dos 9 bastiões do Partido Socialista desde 1974, no entanto, o Grupo de Trabalho de Condeixa-a-Nova do Partido CHEGA, tem o dever e o rigor de escrutinar tudo o que seja, não democrático, e que coloque em causa, a livre democracia e sobretudo a justiça no nosso Concelho.
Assim, a nossa posição e dever como partido político, é questionar o rolo compressor do Partido Socialista, que diariamente atropela a Ética Republicana e a MORALIDADE da nossa sociedade.
A condenação Judicial de 4 anos de cadeia (pena suspensa) do Presidente do Município de Condeixa-a-Nova, Nuno Moita, não dignifica o cargo que exerce e ocupa desde 2013. Supostamente defensor dos valores da Justiça, da Liberdade e da Igualdade, e sobretudo defensor da causa pública (vide perfil municipal) … pergunta-se onde ficaram estes valores, ou será que apenas servem para iludir o que não se pode esconder?
Acham que este é o rumo para o nosso País e para o Concelho de Condeixa-a-Nova? Querem normalizar a corrupção ativa e passiva?
Connosco não passarão, não vão conseguir, não o iremos permitir. Nós, no Partido Chega não vamos deixar passar incólume esta situação.
Assumimos desde a primeira hora, um combate pela dignidade da instituição do Município de Condeixa-a-Nova e pela idoneidade necessária para quem ocupa o lugar de Presidente do Município.

Condeixa, 06 de janeiro de 2023
“Num verdadeiro sentido de responsabilidade e de respeito político, manifestamos obviamente o nosso desagrado pela situação, que não dignifica o nosso concelho, hoje Condeixa é falado e conotado por maus valores cívicos e até mencionado internacionalmente sobre esta situação, como o caso de notícias no Brasil. A ética e o saber estar na vida pública não são valores negociáveis.
A dignidade e respeito pelos bens públicos serão sempre valores invioláveis pelo nosso partido.”

Octávio Ferreira
Coordenador
Partido CHEGA
Condeixa-a-Nova

Brasil: Ventura fala de país governado por “bandido” e gera revolta na esquerda parlamentar

André Ventura ataca Lula da Silva na Assembleia da República. Santos Silva repreende-o e o líder do Chega diz-se disponível para levantar imunidade parlamentar se tiver de ir a tribunal por isso.

O líder do Chega gerou esta sexta-feira mais um incidente no parlamento, após considerar que o Brasil é governado por “um bandido”, expressão ofensiva repudiada pelo presidente da Assembleia da República e que revoltou deputados, sobretudo da esquerda.

“Compreendemos a fúria e angústia de milhões de brasileiros por verem o seu país governado por um bandido”, declarou André Ventura momentos antes de o parlamento aprovar por unanimidade — ou seja, também com os votos do Chega — um voto apresentado por Augusto Santos Silva de condenação pela invasão e vandalização das principais instituições brasileiras no passado domingo.
Fonte: Observador

Chega pede a Governo que proceda a atualização salarial dos professores

Partido liderado por André Ventura espera do Governo “correspondência com os elevados níveis de exigência que a profissão docente implica”.

O Chega deu entrada na Assembleia da República com um projeto-resolução que prevê que o Governo “proceda à atualização salarial dos professores e correspondência com os elevados níveis de exigência que a profissão docente implica”.

 

Fonte: Notícias ao Minuto

Conteúdo em atualização.

Prometemos ser breves !