Chega considera constrangedor que PSD não perceba que é preciso inquérito

O presidente do Chega, André Ventura, considerou hoje constrangedor que o PSD ainda não tenha percebido que sem uma comissão parlamentar de inquérito nunca se saberá nada sobre a eventual interferência do primeiro-ministro no sistema bancário.

“Com as respostas que tivemos passados dois meses é constrangedor ver que o maior partido da oposição ainda não percebeu que ou avançamos para um inquérito parlamentar ou nunca vamos saber nada sobre a interferência ativa de um primeiro-ministro no sistema bancário para proteger a filha de um presidente que está neste momento está sob investigação das autoridades e tem um mandado de captura internacional”, criticou André Ventura, em declarações aos jornalistas no parlamento.

“Esperamos que esta ausência de resposta seja o que é preciso para que possamos constituir uma comissão parlamentar de inquérito em vez de andarmos aqui sempre a adiar, a adiar, a adiar”, apelou o presidente do Chega, considerando que este é o “único instrumento parlamentar” existente “para conseguir estas respostas”.

Fonte: Notícias ao Minuto

EDUCAÇÃO às quantas andas…

Mais de 90% dos Professores do Distrito de Coimbra aderiram à Greve
Na reunião de negociação com o Sr. Ministro da Educação do passado dia 18 de janeiro ficou demonstrado, mais uma vez, a ausência, por parte do Ministério da Educação, de resultados práticos e de medidas concretas de vinculação de professores, valorização da carreira e das condições de trabalho dos docentes e não docentes como técnicos e Assistentes. É deveras urgente que se resolva os problemas da Escola Pública está mais do que visível a angústia, sofrimento, desalento e desmotivação dos docentes e não docentes que o que apenas querem é soluções em que todos os educadores, professores portugueses e todos os profissionais que compõem a Escola Pública Portuguesa se revejam e se sintam mais reconhecidos e valorizados, por quem compete essa valorização, em termos remuneratórios e de condições de trabalho. Mas não só os problemas e reivindicações são inúmeras como: Revisão do Diploma dos concursos; Redimensionamento geográfico dos atuais QZP; Critérios para abertura de lugares de quadro; Vinculação e colocação por graduação profissional; Correção das ultrapassagens; Conselho Local de Diretores; Gestão dos recursos humanos docentes; Possibilidade de vinculação em QA/QE; Transição dos atuais para os novos QZP; Notas e Burocracias; Índices Remuneratórios para Professores Contratados; Acesso aos 5º e 7º Escalões; Questões relativas à valorização da carreira docente; Ensino de Português no Estrangeiro, entre outras
O Partido CHEGA está com os Professores e a Escola Pública e sempre esteve!

Sempre Presente
Grupo da Educação do Distrito de Coimbra

Questionário de Colaboração dos Cidadãos do DISTRITO DE COIMBRA

Meus Amigo(a)s

Vimos pelo presente, solicitar a V. Exas o preenchimento deste Questionário de Colaboração dos Cidadãos do DISTRITO DE COIMBRA, para se trabalhar duma forma mais próxima, e implementar Políticas de Proximidade, bem como, sugerir melhorias para os Serviços Públicos e não só.
Só com políticas de proximidade, poderemos implementar as Diretrizes Internas da DISTRITAL DE COIMBRA.
Estamos e estaremos sempre por vocês e para vocês.
A vossa opinião é e será sempre, de bastante importância para o nosso/vosso bom desempenho.
Somos um Partido de raiz popular.
Estamos a contar com o vosso apoio e as vossas sugestões.

Basta preencher este pequeno Questionário (tempo previsto de preenchimento – 3 minutos).

ABRIR QUESTIONÁRIO

Conteúdo em atualização.

Prometemos ser breves !