“Ir buscar as mulheres dos jihadistas? Somos mesmo estúpidos”, diz André Ventura

Em referência à manchete do jornal Expresso deste sábado, André Ventura defende, em declarações ao PT Jornal, que estava a ser preparado, “no maior secretismo”, um plano para integrar alguns dos terroristas que combateram na Síria e no Iraque na sociedade portuguesa.

Em referência à manchete do jornal Expresso deste sábado, André Ventura defende, em declarações ao PT Jornal, que estava a ser preparado, “no maior secretismo”, um plano para integrar alguns dos terroristas que combateram na Síria e no Iraque na sociedade portuguesa.

“A manchete do Jornal Expresso deste sábado não deixa dúvidas de que estava a ser preparado no maior secretismo um plano para normalizar e integrar na sociedade portuguesa alguns dos terroristas que estiveram em combate na Síria e no Iraque”, salientou.

referida notícia dá conta da intenção  do Governo em ir buscar bebés e mulheres jihadistas à Síria, algo que o líder do Chega considera “vergonhoso” e uma “amnistia encapotada”.

“É vergonhoso: trata se de uma amnistia encapotada que se verifica, aliás, não só em Portugal como na maioria dos Estados da União Europeia. Para além de não estar a ser aplicado o direito penal do terrorismo (em Portugal, por exemplo, a mera pertença a um grupo terrorista é um crime severamente punido) ainda tratamos estes indivíduos como se fossem refugiados de guerra. Estamos a ser ingénuos e estúpidos”, reforçou.

“Como se sentirão as vítimas que foram violadas e perseguidas pelo Estado Islâmico? Ou as vítimas dos atentados em solo europeu? E em que medida é que isto protege os europeus de futuros ataques? Só há uma lição a retirar desta estupidez: a Europa não aprende. Ou aprende sempre tarde demais”, concluiu.

in PTJornal