PARLAMENTO CHUMBA COMPLEMENTO SOCIAL DE CRISE PROPOSTO PELO CHEGA

Em causa estaria o apoio a lares, subsídio reforçado aos trabalhadores independentes e apoio às famílias durante as férias

Os Partidos políticos chumbaram ontem a proposta do CHEGA para criar um Complemento Social de Crise, um suplemento que seria destinado a auxiliar as famílias que veem os seus rendimentos amplamente reduzidos – com a redução de apoios do Estado – durante as férias da Páscoa, mas também os trabalhadores independentes , que são remetidos para a condição de trabalhadores de 2ª classe.

O Chega propunha ainda a atribuição de um subsídio direto aos lares de idosos, uma vez que estas estruturas se tornaram, nas últimas semanas, o centro nevrálgico da pandemia.

“A desproteção dos trabalhadores independentes e dos lares é talvez o símbolo maior de como este Governo está a enfrentar a crise”

Refere André Ventura, Presidente da Direção Nacional do Partido