Parlamento recusa proposta de André Ventura para reduzir deputados e salários de políticos

A Assembleia da República recusou discutir duas propostas importantes do Partido Chega : a redução do número de deputados no Parlamento, uma das principais bandeiras eleitorais do Partido, e o corte nos salários dos políticos, quer a nivel municipal, quer a nível nacional.


O deputado único do CHEGA lamenta a cegueira do Parlamento em discutir assuntos que interessam diretamente aos portugueses e explica os cortes aos políticos : ‘é importante que ministros, deputados e autarcas sintam o mesmo que a generalidade do povo português, uma redução significativa dos seus rendimentos pessoais e familiares’.
No entanto, a Mesa da Assembleia da República, presidida por Ferro Rodrigues, rejeitou liminarmente estas propostas do CHEGA, recusando sequer admitir a sua discussão em plenário.