Partidos rejeitam proposta do CHEGA para contratar professores

A educação foi um dos sectores mais prejudicados pela pandemia causada pelo novo coronavírus. O ensino à distância colocou a nu as fraquezas do sistema de ensino público português e a preparação do próximo ano letivo deve ter estas debilidades em conta, pois não está afastada a hipótese de uma segunda vaga da pandemia.

Face a este cenário era de esperar que o Governo e os restantes partidos da ‘oposição’ tivessem em consideração a necessidade de reduzir o número de turmas para evitar um grande aglomerado de alunos e professores e educadores no interior das salas de aula.

Tal estratégia obrigaria, inevitavelmente, à contratação de mais professores, educadores e auxiliares de Educação.

No entanto, a proposta apresentada pelo deputado André Ventura que visava esse reforço de meios humanos nas escolas públicas foi chumbado com os votos contra do PS e do CDS e com as abstenções do PSD, BE, PCP e IL.