CHEGA / Publicação atual

CHEGA quer rever lei dos metadados para ultrapassar chumbo do Tribunal Constitucional

O Partido CHEGA deu entrada com um projeto de lei sobre os metadados, com vista a ultrapassar o recente chumbo do Tribunal Constitucional e as questões levantadas anteriormente pelo Tribunal de Justiça da União Europeia.
O Chega deu entrada de um projeto de lei que tem como objetivo ultrapassar o chumbo do Tribunal Constitucional relativamente à chamada lei dos metadados, acautelando, por um lado, o direito que os cidadãos têm à segurança e à proteção, nomeadamente no que diz respeito à criminalidade grave e, ao mesmo tempo, o direito à reserva da intimidade da vida privada e sigilo das suas comunicações, o que não é garantido com a atual lei.
Atendendo a que a Lei, na sua redação atual, determina a conservação dos dados por parte das operadoras de comunicação durante o período de um ano e permite o acesso pelos órgãos judiciários e órgãos de polícia criminal, o CHEGA entende que devem ser mais restritas tanto as condições de conservação como de acesso.
Nesse sentido, e de forma a sanar as inconstitucionalidades apresentadas pelo acórdão do Tribunal Constitucional, o projeto de lei do CHEGA, entre outros aspetos, altera para seis meses o período de tempo para conservar os dados das comunicações e determina que estes dados devem ser armazenados em local compatível com o exercício das garantias constitucionais de proteção e com a Comissão Nacional de Proteção de Dados.
O CHEGA pediu também esta semana ao Tribunal Constitucional para que circunscreva os efeitos do seu acórdão sobre a lei dos metadados ao espaço temporal a partir da data em que foi proferido, não permitindo assim que se aplique a inquéritos em curso, aos casos de medidas de coação como prisão preventiva, entre outros, e não tenha efeitos retroativos, não permitindo assim que criminosos sejam libertados.

O Grupo Parlamentar do CHEGA
21 de Maio de 2022

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Partido Político CHEGA
Rua Miguel Lupi 12 - 1ºdrt.
1200-725 Lisboa
Contacto Sede: 213 961 244 – das 10h00-19h00
Assessoria de Imprensa: 934 454 043
Protocolo e Eventos: [email protected]

Política de Privacidade
Responsável pelo tratamento de dados: [email protected] Finalidade do tratamento: inscrição e gestão da condição de futuro militante no chega, em observância do art.º 9.º, n.º 2, al. D), do regulamento geral sobre a proteção de dados (RGPD). Os dados pessoais do futuro militante são objecto de processamento informático e de utilização no âmbito das actividades das estruturas internas e autónomas e diferentes candidaturas eleitorais internas de futuros militantes recebidas, nos termos que vierem a ser definidos dos estatutos e dos regulamentos eleitorais do chega, com a garantia de não serem divulgados a outras entidades para outras actividades que não se enquadrem no âmbito da declaração de princípios e das actividades do chega. Caso se venha a equacionar a cedência de dados a terceiros para uma finalidade legítima, tal carecerá sempre da obtenção prévia do consentimento do futuro militante. Prazo de conservação: os seus dados serão conservados enquanto perdurar a constituição do partido e, posteriormente, a condição de militante e, caso se aplique alguma norma estatutária ou regulamentar que implique a conservação dos dados para lá desse momento, nomeadamente de ordem disciplinar, até ao final do prazo estatutariamente ou em regulamento previsto para a efectivação dessa norma. Direitos dos titulares: o titular dos dados pode exercer os seus direitos de acesso, rectificação, oposição, apagamento ou limitação dos seus dados pessoais, nos termos do RGPD, devendo, para o efeito, remeter o seu pedido, por escrito, para [email protected] Direito de queixa: caso assim o entenda, o titular dos dados tem o direito de apresentar queixa junto da comissão nacional de protecção de dados. Encarregado de protecção de dados: em cumprimento do RGPD, o encarregado da proteção de dados pode ser contactado através do endereço eletrónico [email protected]

Conteúdo em atualização.

Prometemos ser breves !