CHEGA / Publicação atual

CONDEIXA, “SOCIETAS ANTIQUA”

O concelho de Condeixa-a-Nova, emerge de uma sociedade antiga, cujos vestígios mais importantes, são encontrados no Parque Arqueológico de Conímbriga, no entanto, existem outros vestígios mais antigos da vida em sociedade em Condeixa, tais como, as Grutas Pré-Histórias de Eira Pedrinha e as Grutas do Medronhal na Arrifana, que datam do início I milénio a.c.
Concelho detentor de um PATRIMÓNIO, cheio de tradições, duma gastronomia invejável, história milenar e com gentes acolhedoras, abraçado à Serra de Sicó, que flue desde os seus rios, ribeiros e dos seus campos férteis de cultivo, até à sua centralidade de vias de comunicação entre Norte/Sul e Oeste/Este.
Uma Vila de gente boa, que recebeu os ensinamentos dos romanos e que ainda hoje estima o seu legado, Condeixa terra de moleiros, pastores e agricultores, um ADN de uma sociedade que sabe estar e receber.
Nos tempos modernos, ainda existe muito por lapidar, esta pedra preciosa que reflete um turismo de natureza, histórico e gastronómico ainda por descobrir, não basta visitar, tem que experimentar, provar e descobrir o que ainda está envergonhado e mesmo escondido ao mundo. Ele é o bom Cabrito, a Escarpeada, as Ruínas de Conímbriga e o resto que o mundo pouco conhece de grande valor!
O potencial económico, turístico e capital humano precisa de um booster para que todos tenham a experiência de SENTIR CONDEIXA ou mesmo VIVER CONDEIXA.

Texto.: Octávio Ferreira

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Partido Político CHEGA
Rua Miguel Lupi 12 - 1ºdrt.
1200-725 Lisboa
Contacto Sede: 213 961 244 – das 10h00-19h00
Assessoria de Imprensa: 934 454 043
Protocolo e Eventos: [email protected]

Política de Privacidade
Responsável pelo tratamento de dados: [email protected] Finalidade do tratamento: inscrição e gestão da condição de futuro militante no chega, em observância do art.º 9.º, n.º 2, al. D), do regulamento geral sobre a proteção de dados (RGPD). Os dados pessoais do futuro militante são objecto de processamento informático e de utilização no âmbito das actividades das estruturas internas e autónomas e diferentes candidaturas eleitorais internas de futuros militantes recebidas, nos termos que vierem a ser definidos dos estatutos e dos regulamentos eleitorais do chega, com a garantia de não serem divulgados a outras entidades para outras actividades que não se enquadrem no âmbito da declaração de princípios e das actividades do chega. Caso se venha a equacionar a cedência de dados a terceiros para uma finalidade legítima, tal carecerá sempre da obtenção prévia do consentimento do futuro militante. Prazo de conservação: os seus dados serão conservados enquanto perdurar a constituição do partido e, posteriormente, a condição de militante e, caso se aplique alguma norma estatutária ou regulamentar que implique a conservação dos dados para lá desse momento, nomeadamente de ordem disciplinar, até ao final do prazo estatutariamente ou em regulamento previsto para a efectivação dessa norma. Direitos dos titulares: o titular dos dados pode exercer os seus direitos de acesso, rectificação, oposição, apagamento ou limitação dos seus dados pessoais, nos termos do RGPD, devendo, para o efeito, remeter o seu pedido, por escrito, para [email protected] Direito de queixa: caso assim o entenda, o titular dos dados tem o direito de apresentar queixa junto da comissão nacional de protecção de dados. Encarregado de protecção de dados: em cumprimento do RGPD, o encarregado da proteção de dados pode ser contactado através do endereço eletrónico [email protected]

Conteúdo em atualização.

Prometemos ser breves !