CHEGA / Publicação atual

SIM, os INSUBSTITUÍVEIS existem, PELO MENOS 1

O confronto com a decadência do socialismo real, aquele que sentimos verdadeiramente na carteira, deveria ser o bastante para qualquer um de nós dizer que já chega, e que necessitamos de uma alternativa.
Ainda recordo, as primeiras palavras que ouvi de André Ventura, quando em finais de 2019 confrontava assertivamente António Costa com os reais problemas do país: a corrupção endémica e o sufoco fiscal de empresas e famílias. Problemas esses que, infelizmente, oiço desde que me conheço, mas que nenhum governo quis resolver.
O controle total dos meios de comunicação, colocam os portugueses num estado de hipnopatia do “Estamos em crise! Estamos em crise!”, que sem reagir, aceitam tudo o que lhes é imposto, e assim vão perdendo cada vez mais autonomia financeira, e por sinal, ganhando maior dependência do estado. O resultado está à vista, quase 2 milhões de pobres em Portugal, e nem assim nos livrámos de uma maioria absoluta.
Aqueles que nos empobreceram e colocaram Portugal no abismo económico e social acusam-nos de discursos gastos e de populismo, mas são eles os responsáveis pelas inquietudes que se vivem e que são transversais a todas as gerações e a todas as classes. A verdade incomoda, mas tem de ser dita, as vezes que forem necessárias.
Foi ouvir André Ventura em 2019, num discurso verdadeiramente inspirador, que me fez filiar pela primeira vez num partido político, sem que ninguém tivesse de fazer as “honras da casa”, procurei saber mais sobre o CHEGA, e nesse mesmo dia, por convicção inscrevi-me como militante. Tem sido um privilégio poder assistir de perto ao seu crescimento e acompanhar a sua consolidação.
Os últimos 3 anos, foram um verdadeiro time-lapse de acontecimentos, entre manifestações, congressos e campanhas, todas elas desafiantes, fomos ganhando a oportunidade de crescimento, do reforço das ideias e um conhecimento cada vez maior da forma como se desenham, discutem e implementam políticas públicas.
Após as presidenciais, surgiu o primeiro desafio, difícil! Ser candidata às autárquicas, pelo concelho do Barreiro, distrito de Setúbal. Sabíamos de antemão que não iríamos eleger vereador neste concelho, mas nem assim nos fez desistir de construir uma candidatura com um programa bem fundamentado e exequível. Não foi fácil fazer campanha de rua no Barreiro, mas no final sentir o respeito dos nossos adversários e ver que muitas das nossas ações programáticas estão hoje em discussão, só nos pode deixar orgulhosos.
E ainda no rescaldo das autárquicas, novo desafio, legislativas. Desta vez, seria candidata pelo distrito do Porto. Entusiasmada, como sempre, e com uma ponta de fé que seria possível o distrito do Porto eleger 2 ou 3, segui sem questionar para a cidade invicta, para fazer campanha ao lado de Rui Afonso e Diogo Pacheco de Amorim e de tantos outros que tão bem me receberam. Não fui eleita, não era o momento. Porém, é para mim uma honra desempenhar funções de assessoria ao grupo parlamentar. Tenho a referir que para uma arquiteta habituada a atividades criativas multidisciplinares de diversas escalas desde a conceção à execução, confesso, que o trabalho parlamentar ultrapassa tudo. Os temas são infinitos, todos os dias se aprende, debatem-se ideias e produzem-se propostas, fica apenas a faltar a sua materialização, já que o cerco sanitário à volta do CHEGA é tal, que são repetidamente chumbadas, e por enquanto imaterializáveis.
Para quem nunca tinha tido contacto com a política de forma ativa, considero que o percurso não tem sido simples, nem descomplicado, muito pelo contrário, mas “é política”, dizem. Nos momentos mais difíceis, o foco é sempre o mesmo, o insubstituível. Entrei neste desafio pelo seu líder, permanecerei por ele. Normalmente perante as dificuldades respondo com…trabalho.

Marta Trindade
Vice-Presidente Partido CHEGA
Coordenadora Autárquica Nacional
Assessora Política do GP CHEGA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Partido Político CHEGA
Rua Miguel Lupi 12 - 1ºdrt.
1200-725 Lisboa
Contacto Sede: 213 961 244 – das 10h00-19h00
Assessoria de Imprensa: 934 454 043
Protocolo e Eventos: [email protected]

Política de Privacidade
Responsável pelo tratamento de dados: [email protected] Finalidade do tratamento: inscrição e gestão da condição de futuro militante no chega, em observância do art.º 9.º, n.º 2, al. D), do regulamento geral sobre a proteção de dados (RGPD). Os dados pessoais do futuro militante são objecto de processamento informático e de utilização no âmbito das actividades das estruturas internas e autónomas e diferentes candidaturas eleitorais internas de futuros militantes recebidas, nos termos que vierem a ser definidos dos estatutos e dos regulamentos eleitorais do chega, com a garantia de não serem divulgados a outras entidades para outras actividades que não se enquadrem no âmbito da declaração de princípios e das actividades do chega. Caso se venha a equacionar a cedência de dados a terceiros para uma finalidade legítima, tal carecerá sempre da obtenção prévia do consentimento do futuro militante. Prazo de conservação: os seus dados serão conservados enquanto perdurar a constituição do partido e, posteriormente, a condição de militante e, caso se aplique alguma norma estatutária ou regulamentar que implique a conservação dos dados para lá desse momento, nomeadamente de ordem disciplinar, até ao final do prazo estatutariamente ou em regulamento previsto para a efectivação dessa norma. Direitos dos titulares: o titular dos dados pode exercer os seus direitos de acesso, rectificação, oposição, apagamento ou limitação dos seus dados pessoais, nos termos do RGPD, devendo, para o efeito, remeter o seu pedido, por escrito, para [email protected] Direito de queixa: caso assim o entenda, o titular dos dados tem o direito de apresentar queixa junto da comissão nacional de protecção de dados. Encarregado de protecção de dados: em cumprimento do RGPD, o encarregado da proteção de dados pode ser contactado através do endereço eletrónico [email protected]

Conteúdo em atualização.

Prometemos ser breves !