CHEGA / Publicação atual

A Figura do AGENTE PROVOCADOR……e a 5ª COLUNA!

A figura do AGENTE PROVOCADOR, já vem da prática do KGB e da equivalente chinesa para infiltrar no Ocidente Democrático o VÍRUS DESTRUTIVO nas DEMOCRACIAS. Ao mesmo tempo que procuram adeptos para as suas teorias antidemocráticas.
O Ocidente não deve esquecer nunca, que a China e a Rússia tiveram nas duas últimas décadas um avanço económico, que nunca tiveram até aqui, graças à ajuda significativa do Ocidente Democrático que os Comunistas Maoístas e Estalinistas procuram destruir.
Veja-se o agradecimento que os dois Blocos Comunistas prestaram ao Ocidente. A Rússia invadiu a Ucrânia praticando o genocídio e a destruição sistemática. A China ameaça fazer o mesmo a Taiwan. Hong Kong e Macau que foram dados de mão beijada à China são cidades hoje atrofiadas e infelizes.
Portugal continua com mentalizados Maoístas tais como os partidários do Bloco de Esquerda, cujos dissidentes, não conseguem curar-se do vírus que lhes foi introduzido do maléfico maoísmo apesar dos atos de contrição, palavras e omissões. A verdade é que a prática desses dissidentes antidemocráticos aponta no sentido de se moverem como agentes provocadores ou de cucos que vão pôr os ovos em ninhos alheios.
Frustrados pelas derrotas obtidas pelas suas próprias incapacidades, apesar de muito ajudados, resta-lhes o aliciamento de incautos prometendo-lhes aquilo que não conseguirão cumprir, quer por não se encontrarem posicionados para o poder fazer, quer ainda mais tarde ou mais cedo por acabarem sempre por ser detetados nas malhas da rede do rastreamento da coerência das suas atitudes.
Acontece que essas atitudes provocatórias deixam marcas destrutivas na estrutura dos partidos democráticos onde esses agentes provocadores conseguem infiltrar-se.
As vítimas são naturalmente em 1ª linha o partido ou partidos a quem esses provocadores intencionalmente pretendem causar dano e em 2ª linha os pobres incautos que acreditaram nas promessas vãs desses agentes provocadores.
Se não forem denunciados a tempo este tipo de agentes vermelhos vão minando as estruturas do partido ou partidos até se transformarem na 5ª coluna, ou seja, no inimigo infiltrado nas linhas de militância e luta pela democracia fazendo sempre o oposto dos propósitos e objetivos do partido ou partidos democráticos.
Estes AGENTES INFILTRADOS do inimigo vermelho totalitário têm de ser DENUNCIADOS e EXPURGADOS das hostes democráticas, sob pena de qualquer tolerância que permita a conflitualidade interna e a destruição da unidade partidária.

Texto.: Carina Duarte
Vice-Coordenadora do GT de Coimbra
Secretária do Conselho Consultivo da Distrital de Coimbra

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Partido Político CHEGA
Rua Miguel Lupi 12 - 1ºdrt.
1200-725 Lisboa
Contacto Sede: 213 961 244 – das 10h00-19h00
Assessoria de Imprensa: 934 454 043
Protocolo e Eventos: [email protected]

Política de Privacidade
Responsável pelo tratamento de dados: [email protected] Finalidade do tratamento: inscrição e gestão da condição de futuro militante no chega, em observância do art.º 9.º, n.º 2, al. D), do regulamento geral sobre a proteção de dados (RGPD). Os dados pessoais do futuro militante são objecto de processamento informático e de utilização no âmbito das actividades das estruturas internas e autónomas e diferentes candidaturas eleitorais internas de futuros militantes recebidas, nos termos que vierem a ser definidos dos estatutos e dos regulamentos eleitorais do chega, com a garantia de não serem divulgados a outras entidades para outras actividades que não se enquadrem no âmbito da declaração de princípios e das actividades do chega. Caso se venha a equacionar a cedência de dados a terceiros para uma finalidade legítima, tal carecerá sempre da obtenção prévia do consentimento do futuro militante. Prazo de conservação: os seus dados serão conservados enquanto perdurar a constituição do partido e, posteriormente, a condição de militante e, caso se aplique alguma norma estatutária ou regulamentar que implique a conservação dos dados para lá desse momento, nomeadamente de ordem disciplinar, até ao final do prazo estatutariamente ou em regulamento previsto para a efectivação dessa norma. Direitos dos titulares: o titular dos dados pode exercer os seus direitos de acesso, rectificação, oposição, apagamento ou limitação dos seus dados pessoais, nos termos do RGPD, devendo, para o efeito, remeter o seu pedido, por escrito, para [email protected] Direito de queixa: caso assim o entenda, o titular dos dados tem o direito de apresentar queixa junto da comissão nacional de protecção de dados. Encarregado de protecção de dados: em cumprimento do RGPD, o encarregado da proteção de dados pode ser contactado através do endereço eletrónico [email protected]

Conteúdo em atualização.

Prometemos ser breves !