CHEGA / Publicação atual

TAP, O ELEFANTE BRANCO DA GESTÃO DANOSA DO ESTADO

E continuamos nós a fomentar e a alimentar esta barbárie, de desbaratar financeiramente o erário público.
Hoje, 25 de outubro de 2022, é notícia, que a futura SEDE da TAP no Edifício Báltico, em pleno Parque das Nações, terá uma RENDA ANUAL de cerca de 4 Milhões de Euros/ano.
Como poderemos nós PORTUGUESES, continuar a aceitar que uma Empresa Estatizada (de acordo com o último Relatório de Contas Consolidado de 2021, a participação do Estado Português era de 91,8%), continue a desbaratar o dinheiro de todos nós, fruto de massivos e suscessivos empréstimos obrigacionistas e aumentos de capital.
Para mais e melhores informações, em resultado das operações efectuadas em 2021, o capital social da TAP S.A. passou a ser de 15.000.000 Euros, tendo incorporado 1.794 Milhões de Euros subscritos pelo Estado Portugês.
Sabe-se ainda, que em novembro próximo, será proposto novo aumento de capital, com entradas em espécie suportado na íntegra pelo Estado Português, que fará com que o capital passe a ser de 239.093.530,00 €… onde irá parar na verdade esta história mirabulante e miserável.
Quando a maior angústia dum povo, passa por não conseguir colocar pão na mesa, e não conseguir pagar as suas contas ao final de cada mês, temos um ELEFANTE BRANCO DE GESTÃO DANOSA DO ESTADO a consumir maior parte dos recursos deste país.
Como é possível, a Presidente da Comissão Executiva da TAP, Christine Widener, sabendo das carências económico-financeiras de tesouraria da TAP, alimentar um devaneio destes. Mesmo se sabendo que as atuais instalações da Portela, precisam de intervenções estruturais consideráveis, sempre se estava a investir em património da própria empresa.
Para que não baste, todo esse processo, tem como base, o negócio feito com o Grupo Alemão Deka Immobilien, que adquiriu o mesmo Edifício Báltico por 43 Milhões de Euros. Sabendo que o espaço da Portela tem a dimensão de 23 hectares, e que se prevê um futuro projeto imobiliário para o mesmo, parece que é só somar um mais um e ver a ligação entre este potencial negócio, o arrendamento e o Grupo Alemão…
Conveniências senhora Presidente… ou GESTÃO DANOSA… parece que serão as duas e que o ESTADO PORTUGUÊS a permitir tal situação, será conivente e terá de fazer a respectiva assunção de responsabilidade. São milhões atrás de milhões e a saúde financeira, sempre na mesma.
Coloca-se imperiosamente a questão… COMO É POSSÍVEL, OUTRAS COMPANHIAS AÉREAS TEREM RESULTADOS POSITIVOS e a Companhia Aéra Portuguesa estar sempre no vermelho.
Desta particularidade e deste negócio, também o Ministro Pedro Nuno Santos, não poderá dizer que não tem conhecimento, e terá de assumir que a politização da mesma só dá asneira.
Connosco não passarão, e não deixaremos de denunciar tais factos absurdos de gestão nociva.

Texto.: Paulo Seco
Presidente da Distrital de Coimbra

Facebook
Twitter
Telegram
Pinterest
WhatsApp
Email

Partido Político CHEGA
Rua Miguel Lupi 12 - 1ºdrt.
1200-725 Lisboa
Contacto Sede: 213 961 244 – das 10h00-13h00 e 14h30-19h00
Email Geral: [email protected]

Política de Privacidade
Responsável pelo tratamento de dados: [email protected]. Finalidade do tratamento: inscrição e gestão da condição de futuro militante no chega, em observância do art.º 9.º, n.º 2, al. D), do regulamento geral sobre a proteção de dados (RGPD). Os dados pessoais do futuro militante são objecto de processamento informático e de utilização no âmbito das actividades das estruturas internas e autónomas e diferentes candidaturas eleitorais internas de futuros militantes recebidas, nos termos que vierem a ser definidos dos estatutos e dos regulamentos eleitorais do chega, com a garantia de não serem divulgados a outras entidades para outras actividades que não se enquadrem no âmbito da declaração de princípios e das actividades do chega. Caso se venha a equacionar a cedência de dados a terceiros para uma finalidade legítima, tal carecerá sempre da obtenção prévia do consentimento do futuro militante. Prazo de conservação: os seus dados serão conservados enquanto perdurar a constituição do partido e, posteriormente, a condição de militante e, caso se aplique alguma norma estatutária ou regulamentar que implique a conservação dos dados para lá desse momento, nomeadamente de ordem disciplinar, até ao final do prazo estatutariamente ou em regulamento previsto para a efectivação dessa norma. Direitos dos titulares: o titular dos dados pode exercer os seus direitos de acesso, rectificação, oposição, apagamento ou limitação dos seus dados pessoais, nos termos do RGPD, devendo, para o efeito, remeter o seu pedido, por escrito, para [email protected]. Direito de queixa: caso assim o entenda, o titular dos dados tem o direito de apresentar queixa junto da comissão nacional de protecção de dados. Encarregado de protecção de dados: em cumprimento do RGPD, o encarregado da proteção de dados pode ser contactado através do endereço eletrónico [email protected].

Visita Técnica - VI Convenção Nacional do Partido CHEGA!

A Visita Técnica irá decorrer no dia 27 de Dezembro pelas 12h00.

Conteúdo em atualização.

Prometemos ser breves !