CHEGA / Publicação atual

ORÇAMENTO DE ESTADO 2024

Um Orçamento de Estado de 2024 (OE2024), que de acordo com o Ministro Fernando Medina está baseado em 3 pilares fundamentais.:

a) Reforçar os Rendimentos das Famílias Portuguesas;
b) Reforçar o Investimento Público e Privado
c) Preparar e Proteger o Futuro
No entanto não é nada mais, nada menos, do que uma mão cheia de nada.
Como pode este OE2024, ter sido concebido para recuperar a confiança das famílias portuguesas, potencializando a recuperação do consumo privado e incentivando ao investimento nos capitais próprios das empresas, quando.:

• Fala-se duma Atualização Salarial para a Função Pública na ordem dos 3%, no entanto, a Inflação prevista até ao fim do presente ano é de 5,4% e para 2024 é de 3,6%. Ter em conta, que estes dados percentuais, são fornecidos tendo como base as últimas informações do Governador do Banco de Portugal, Dr. Mário Centeno.
• Informa que o SMN irá subir para 820€ e que as tabelas de IRS irão ser atualizados em 3%, no entanto, omite que desta forma, a Classe Média ficará cada vez mais isolada no panorama nacional, não vendo nos seus salários atualizados em proporção equidistante. Se a Classe Média é a alavanca da Economia Nacional, e está cada vez mais ostracizada, como pretende este Governo, potencializar o Consumo Interno?
• Para se ter uma noção maior, com a atualização dos Escalões de IRS até ao 5º Escalão, mais de 400.000 portugueses irão ficar de fora deste Orçamento, ou seja, desde o 6º ao 9º ficam de fora da abrangência.
• A nível de mercado de Arrendamento não apresenta rigorosamente NADA, informando que ainda se estão a analisar todos os cenários possíveis…
• A nível de Abono de Família, informa que haverá um incremento de 7€.

As opiniões valem o que valem, mas de acordo com os últimos indicadores oficiais, o Dívida Pública Nacional ascende a 280 Mil Milhões de Euros, ou seja, 111,2% do PIB. No entanto, de acordo com o Ministro das Finanças, em 2024, irá ficar abaixo dos 100%… se a Balança Comercial irá abrandar, baseada na diminuição das Exportações, como pensa o Ministro baixar o índice do PIB…
Se as quatro variáveis para o crescimento do PIB são “consumo, investimento, custos públicos e balança comercial”, e se todos eles estão hipotecados face à conjuntura atual, como é possível baixar a percentagem de endividamento público face ao PIB em 2024…

Sem poder de compra, os portugueses, não consomem, logo não se cria riqueza interna. Sem meios libertos financeiros não há investimento público e privado, assim sendo não se potencializa o crescimento da economia nacional nem se potencializa as Exportações, sem redução dos custos públicos, a alta carga de impostos também não pode baixar e sobretudo, sem superavit da Balança comercial, como podemos nós “Almas de Deus” almejar o conforto duma economia sustentável.

Face a este pequeno resumo do OE2024, apenas podemos dizer… este GOVERNO é um GOVERNO do Poucochinho… trabalho, empenho e sobretudo RESPEITO por todos os Portugueses.
TODOS SOMOS POUCOS

Paulo Seco
(Presidente da Distrital de Coimbra)

Facebook
Twitter
Telegram
Pinterest
WhatsApp
Email

Partido Político CHEGA
Rua Miguel Lupi 12 - 1ºdrt.
1200-725 Lisboa
Contacto Sede: 213 961 244 – das 10h00-13h00 e 14h30-19h00
Email Geral: [email protected]

Política de Privacidade
Responsável pelo tratamento de dados: [email protected]. Finalidade do tratamento: inscrição e gestão da condição de futuro militante no chega, em observância do art.º 9.º, n.º 2, al. D), do regulamento geral sobre a proteção de dados (RGPD). Os dados pessoais do futuro militante são objecto de processamento informático e de utilização no âmbito das actividades das estruturas internas e autónomas e diferentes candidaturas eleitorais internas de futuros militantes recebidas, nos termos que vierem a ser definidos dos estatutos e dos regulamentos eleitorais do chega, com a garantia de não serem divulgados a outras entidades para outras actividades que não se enquadrem no âmbito da declaração de princípios e das actividades do chega. Caso se venha a equacionar a cedência de dados a terceiros para uma finalidade legítima, tal carecerá sempre da obtenção prévia do consentimento do futuro militante. Prazo de conservação: os seus dados serão conservados enquanto perdurar a constituição do partido e, posteriormente, a condição de militante e, caso se aplique alguma norma estatutária ou regulamentar que implique a conservação dos dados para lá desse momento, nomeadamente de ordem disciplinar, até ao final do prazo estatutariamente ou em regulamento previsto para a efectivação dessa norma. Direitos dos titulares: o titular dos dados pode exercer os seus direitos de acesso, rectificação, oposição, apagamento ou limitação dos seus dados pessoais, nos termos do RGPD, devendo, para o efeito, remeter o seu pedido, por escrito, para [email protected]. Direito de queixa: caso assim o entenda, o titular dos dados tem o direito de apresentar queixa junto da comissão nacional de protecção de dados. Encarregado de protecção de dados: em cumprimento do RGPD, o encarregado da proteção de dados pode ser contactado através do endereço eletrónico [email protected].

ELEITOS POR VISEU

JOÃO TILLY

BERNARDO PESSANHA

ELEITOS POR VILA REAL

MANUELA TENDER

ELEITOS POR VIANA DO CASTELO

EDUARDO TEIXEIRA

ELEITOS POR SETÚBAL

RITA MATIAS

PATRÍCIA DE CARVALHO

NUNO GABRIEL

DANIEL TEIXEIRA

ELEITOS POR SANTARÉM

PEDRO DOS SANTOS FRAZÃO

PEDRO CORREIA

LUÍSA MACEDO

ELEITOS PELO PORTO

RUI AFONSO

DIOGO PACHECO DE AMORIM

CRISTINA RODRIGUES

JOSÉ DE CARVALHO

MARCUS SANTOS

SÓNIA MONTEIRO

RAUL MELO

ELEITOS POR PORTALEGRE

HENRIQUE DE FREITAS

ELEITOS PELA MADEIRA

FRANCISCO GOMES

ELEITOS POR LEIRIA

GABRIEL MITHÁ RIBEIRO

LUÍS PAULO FERNANDES

ELEITOS PELA GUARDA

NUNO SIMÕES DE MELO

ELEITOS POR FORA DA EUROPA

MANUEL MAGNO ALVES

ELEITOS POR FARO

PEDRO PINTO

JOÃO GRAÇA

SANDRA RIBEIRO

ELEITOS POR ÉVORA

RUI CRISTINA

ELEITOS PELA EUROPA

JOSÉ DIAS FERNANDES

ELEITOS POR COIMBRA

ANTÓNIO PINTO PEREIRA

ELISEU NEVES

ELEITOS POR CASTELO BRANCO

JOÃO RIBEIRO

ELEITOS POR BRAGANÇA

JOSÉ PIRES

ELEITOS POR BRAGA

FILIPE MELO

RODRIGO TAXA

VANESSA BARATA

CARLOS BARBOSA

ELEITOS POR BEJA

DIVA RIBEIRO

ELEITOS POR AVEIRO

JORGE GALVEIAS

MARIA JOSÉ AGUIAR

ARMANDO GRAVE

ELEITOS PELOS AÇORES

MIGUEL ARRUDA

ELEITOS POR LISBOA

ANDRÉ VENTURA

RUI PAULO SOUSA

MARTA SILVA

PEDRO PESSANHA

RICARDO DIAS PINTO

FELICIDADE ALCÂNTARA

BRUNO NUNES

MADALENA CORDEIRO

JOSÉ BARREIRA SOARES

Noite Eleitoral - Hotel Marriot (Sala Mediterrâneo)

A abertura ao público ocorrerá às 18h00 no dia 10 de Março.

Conteúdo em atualização.

Prometemos ser breves !