CHEGA / Publicação atual

MIRA, TERRA DE SONHO e DE SONHOS

MIRA é um concelho do litoral, mas que padece de muitas condições similares ao interior do país. É um concelho cada vez mais envelhecido, fruto da baixa natalidade e das dificuldades em fixar a população.
O tecido empresarial local é composto por pequenas e médias unidades industriais. Muita população trabalha nos concelhos limítrofes, ou está emigrada, pois as oportunidades de emprego são reduzidas.
O concelho foi abençoado com excelentes RECURSOS AMBIENTAIS, que vão desde os Hídricos (Barrinha, Lagoa e Barragem do Casal de São Tomé), às excelsas praias (Praia de Mira e Poço da Cruz) e a sua extensa floresta que já foi um dos seus ex-líbris.
Atualmente os recursos hídricos, estão severamente ameaçados, pelo facto de o concelho não possuir em pleno Séc. XXI, de saneamento básico numa larga maioria das localidades.
O concelho possui focos de poluição nos seus cursos de água à entrada do concelho, tal como a Veia Real (Cochadas) e Vala Velha (Corticeiro de Cima). Como os recursos hídricos se encontram muito debilitados proliferam plantas aquáticas invasoras como o Jacinto de Água (Eichhornia crassipes).
As próprias zonas industriais, não estão ligadas a nenhuma rede de saneamento.
Está a ser construída uma nova zona industrial sem acautelar uma ligação rodoviária decente (Auto Estrada ou Via Rápida) e sem saneamento básico.
No que à FLORESTA diz respeito, o retrato também não é muito positivo. Após os incêndios de outubro de 2017, deveria ter sido executado um plano de Reflorestação Rápido, Ambicioso e Abrangente.
O Plano de Reflorestação foi APROVADO, no entanto, ainda não foi concretizado. Grande parte da área ardida, já foi invadida por Acácias das Espigas (Acácia Longifolia).
É premente, tomar medidas para combater esta invasora australiana pirófita.
Importa também referir, que grande parte das ruas das aldeias do concelho não estão devidamente infraestruturadas com passeios e sistemas de recolha de águas pluviais. Começa a ser constrangedor, ver as pequenas aldeias do concelho de Vagos e Cantanhede devidamente infraestruturadas com passeios, recolha de águas pluviais, saneamento e até ciclovias e Mira continuar a marcar passo.

Texto.: Augusto Miranda (Membro da Assembleia Municipal de Mira)

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Partido Político CHEGA
Rua Miguel Lupi 12 - 1ºdrt.
1200-725 Lisboa
Contacto Sede: 213 961 244 – das 10h00-19h00
Assessoria de Imprensa: 934 454 043
Protocolo e Eventos: [email protected]

Política de Privacidade
Responsável pelo tratamento de dados: [email protected] Finalidade do tratamento: inscrição e gestão da condição de futuro militante no chega, em observância do art.º 9.º, n.º 2, al. D), do regulamento geral sobre a proteção de dados (RGPD). Os dados pessoais do futuro militante são objecto de processamento informático e de utilização no âmbito das actividades das estruturas internas e autónomas e diferentes candidaturas eleitorais internas de futuros militantes recebidas, nos termos que vierem a ser definidos dos estatutos e dos regulamentos eleitorais do chega, com a garantia de não serem divulgados a outras entidades para outras actividades que não se enquadrem no âmbito da declaração de princípios e das actividades do chega. Caso se venha a equacionar a cedência de dados a terceiros para uma finalidade legítima, tal carecerá sempre da obtenção prévia do consentimento do futuro militante. Prazo de conservação: os seus dados serão conservados enquanto perdurar a constituição do partido e, posteriormente, a condição de militante e, caso se aplique alguma norma estatutária ou regulamentar que implique a conservação dos dados para lá desse momento, nomeadamente de ordem disciplinar, até ao final do prazo estatutariamente ou em regulamento previsto para a efectivação dessa norma. Direitos dos titulares: o titular dos dados pode exercer os seus direitos de acesso, rectificação, oposição, apagamento ou limitação dos seus dados pessoais, nos termos do RGPD, devendo, para o efeito, remeter o seu pedido, por escrito, para [email protected] Direito de queixa: caso assim o entenda, o titular dos dados tem o direito de apresentar queixa junto da comissão nacional de protecção de dados. Encarregado de protecção de dados: em cumprimento do RGPD, o encarregado da proteção de dados pode ser contactado através do endereço eletrónico [email protected]

Conteúdo em atualização.

Prometemos ser breves !