Ventura acusa Governo de perseguir polícias. Chega desconhece se tem agentes de forças policiais como militantes

O presidente do Chega, André Ventura, acusou esta quinta-feira o Governo de ter uma “atitude persecutória” e de “humilhação” dos polícias e afirmou vai denunciar o caso à Comissão Europeia. Por outro lado, o partido garante desconhecer a profissão dos seus militantes, pelo que não pode adiantar quantos elementos das forças policiais militam no Chega.

“O Chega é frontalmente contra, conforme os seus estatutos deixam claro, quaisquer práticas de racismo, xenofobia ou discriminação”, disse, numa declaração à imprensa na Assembleia da República, em Lisboa.

André Ventura acusou o Governo de ter uma “atitude persecutória sobre as forças policiais” e “querer espezinhar toda uma classe com base em participações de mensagens em grupos privados para denegrir a sua imagem”. “Pior, fá-lo procurando associar estas práticas a um determinado partido, que é o Chega”, criticou.

O líder do Chega classificou como “amostra muito insignificante” os casos conhecidos e referiu que se trata de “estados de alma”.

Fonte: Público

CONVOCATÓRIA 12 CONSELHO NACIONAL

12º CONSELHO NACIONAL

Vem a Mesa Nacional do Partido CHEGA! convocar, a título extraordinário, os senhores Conselheiros para o 12º Conselho Nacional, a decorrer no dia 10 de Dezembro de 2022, no Auditório Centro de Cultura Contemporânea de Castelo Branco (CCCCB), Campo Mártires da Pátria, S/N (Devesa), 6000-097 Castelo Branco, distrito de Castelo Branco, com início dos trabalhos às 15:00 e término às 18:00 (hora indicativa), do dia acima referido.

Ordem de trabalhos:

1- Agendamento da próxima Convenção Nacional/Congresso Nacional, e definição dos assuntos/diplomas em discussão

“2- Aprovação do Regulamento Eleitoral e de funcionamento da próxima Convenção Nacional/Congresso Nacional”

Lisboa, 17/Novembro/2022

O Presidente da Mesa Nacional

Jorge Valsassina Galveias

Conteúdo em atualização.

Prometemos ser breves !